Notícias

Estudo aponta que reflorestamento resultará economia no tratamento de água no sistema cantareira.

19/10/2018

.:: conteudo_37565_1.png ::.

Uma pesquisa feita pelas ONGs World Resources Institute (WRI), The Nature Conservancy (TNC) e Fundação Boticário traz agora um novo argumento para incentivar o plantio: além de ajudar na captação de água, árvores podem trazer economia no tratamento.

O trabalho colocou em números algo que já se percebe na prática: a floresta retém a erosão e diminui a quantidade de sedimentos nos rios. Um reflorestamento de 4 mil hectares - apenas 2% da área de recarga do reservatório - poderia gerar uma economia de R$ 300 milhões somente no tratamento da turbidez da água, estimam as organizações.

A PLANTVERD a partir do plantio adensado, ATUA NA RECUPERAÇÃO DE 180 HECTARES, às margens da represa, gerando uma economia de mais de 10 milhões para o Estado de São Paulo no tratamento de água de acordo com a pesquisa feita pelas ONGs World Resources Institute (WRI), The Nature Conservancy (TNC) e Fundação Boticário. 

Na área está sendo aplicado o método de reflorestamento Heterogêneo com Essências Nativas da Mata Atlântica, reintroduzindo as espécies dos diferentes grupos ecológicos.

 

Fonte: Estadão